Pitaco de Cinema #1: Procura-se Um Amigo Para o Fim do Mundo

procura-se-um-amigo-para-o-fim-do-mundo

Eu detesto a maioria dos filmes sobre o fim do mundo. Aquela histeria pré-apocalíptica, os bravos mocinhos, a ciência falhando miseravelmente eeee… de repente, pode comemorar! O mundo não vai acabar, uhuuuuu!!! Óbvio, clichê e chato. (sorry, se vc que tá lendo curte, mas eu acho muito mala, rs…)

Mesmo não sendo sobre um tema que eu curta, sempre tive curiosidade em assistir Procura-se Um Amigo Para o Fim do Mundo, principalmente porque -confesso – adoro o Steve Carell.

A história conta sobre os últimos dias na Terra. Um meteoro está em rota de colisão com nosso planeta e é definitivo e irreversível, o mundo vai acabar mesmo. Em três semanas.

Nesses últimos dias que restam, alguns aproveitam para fazer o que bem entendem da vida, se embebedar, fazer sexo sem compromisso e festar muito. Outros, saem pelas ruas vandalizando as cidades e destruindo tudo que encontram pela frente.

Abandonado pela mulher, que achou muito melhor sair por aí fazendo o que bem entendesse, Dodge (Steve Carell) prefere recolher-se já a sua recorrente solidão. Ele conhece, então, por acaso sua vizinha Penny (Keira Knightley). Apesar de viverem há tempos um no apartamento ao lado do outro, eles nunca tinham se encontrado. De um encontro inusitado, ambos se tornam amigos e decidem ir em uma road trip pelo país para reencontrarem suas famílias e os amores de juventude antes que o mundo acabe.

filmes_2077_procura-se-um-amigo-para-o-fim-do-mundo_20

O filme é sensível, mas ao mesmo tempo, muito leve. Os diálogos de conhecimento – e autoconhecimento também – entre Penny e Dodge são incríveis e nos fazem perceber, de uma maneira nada piegas, o que merece ser valorizado na vida.

Os personagens que eles encontram pelo caminho, com destaque especial para o cachorro, ajudam a escrever a história e aproximam Penny e Dodge, duas pessoas tão diferentes mas
que se descobrem companhias perfeitas para o fim do mundo.

960

Outro ponto alto é a trilha sonora muito bem escolhida e bem trabalhada. Chorei umas duas ou três vezes no filme e tenho certeza que foi a música que ajudou kkkkk

No final, acaba ficando aquela reflexão pra gente. A grande pergunta não é o que você faria se só te restasse um dia, mas sim com quem você gostaria de estar no momento em que o mundo fosse acabar.

O filme, infelizmente, saiu do catálogo da Netflix, mas você o encontra no Telecine Play.

por Evelise Couto

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s